domingo, 8 de abril de 2012

Praticamente aforismos [1]

— A vida não tem roteiro

O mundo é um lugar cheio de coadjuvantes, mas cada qual acredita ser o protagonista.

—  (Des)conhecimento contínuo

O raio de seu conhecimento sempre será proporcional à circunferência de sua ignorância.

— Quando a preguiça vence o prazer

Já escovei os dentes pra dormir, mas posso comer esse doce?
Perguntou o menino à sua mãe.
É claro, desde que escove de novo.
Acho que posso viver sem isso, pensou ao se deitar.

— A Justiça é uma linha tênue

Tão frágil quanto a que separa o In dubio pro reo do In dubio pau no réu.

— Sem Futilidades

As pessoas deviam olhar mais o conteúdo que a aparência — sobretudo as que têm boa aparência.

— O que você quer ser quando crescer?

Eu mesmo.

— A realidade é chata

Mas ainda é o único lugar onde se pode tomar um bom café.

— As aparências enganam

Porque de longe se confunde até latinha de guaraná com Heineken.

— Realismo

Não confunda as coisas, não sou pessimista — esta é somente a impressão causada pela supervalorização social do otimismo num realista.

10 — Por que ages assim?

As atitudes das outras pessoas nunca são compreendidas, apenas aceitas ou condenadas.

2 comentários:

  1. 2 — (Des)conhecimento contínuo

    O raio de seu conhecimento sempre será proporcional à circunferência de sua ignorância.


    adoro essa <33

    ResponderExcluir
  2. "Tão frágil quanto a que separa o In dubio pro reo do In dubio pau no réu." *Corre - Google Tradutor*

    Você cheio de tópicos, assim, parece mentira que exista.

    ResponderExcluir